Estudo vincula variações na dieta a risco menor de Alzheimer

Estudo vincula variações na dieta a risco menor de Alzheimer

 Os adultos mais velhos parecem correr risco menor de Mal de Alzheimer caso sigam uma dieta rica em peixes, aves, frutas, verduras escuras, legumes como brócolis e couve-flor e usem molhos de salada com azeite e vinagre, de acordo com um novo estudo.

Entre as pessoas mais velhas cuja dieta inclui a maioria desses alimentos, o risco de Mal de Alzheimer foi mais de 30% inferior, ao longo de quatro anos, do que entre as pessoas que comiam menos esses alimentos e mais carne vermelha, laticínios com alto teor de gordura e carne de órgãos. A combinação de alimentos associada ao mais baixo risco tem baixa gordura saturada e alta presença de nutrientes como folacina, vitamina E e ácidos graxos.

O estudo, publicado em 12 de abril na edição online da revista "Archives of Neurology", se refere a uma pesquisa envolvendo 2.148 adultos com idade média de 77 anos vivendo na zona norte de Manhattan, nenhum dos quais tinha demência senil no início do estudo. Quatro anos mais tarde, 253 deles eram pacientes de Mal de Alzheimer.

O Dr. Nikolaos Scarmeas, diretor do estudo e professor assistente de neurologia na Universidade Colúmbia, reconheceu que a pesquisa "não prova relação causam entre essa dieta e a redução de risco da doença". Mas acrescentou que "sabemos que esses alimentos foram associados a resultados positivos em outras doenças".

Fonte: Terra Notícias

 

Comente: Estudo vincula variações na dieta a risco menor de Alzheimer

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário