Discussão do mês

O corpo humano, o mercado de consumo e a ética

21/04/2010 00:16
(Adaptado do artigo de Rizzatto Nunes, para o Terra Notícias) Recentemente, um site de relacionamentos, do qual só podem participar pessoas consideradas "bonitas", rejeitou milhares de internautas que nele gostariam de ter entrado. (...) Na Inglaterra e também na França já há legisladores que...

FISIOLOGIA

 

A fisiologia (do grego physis = natureza e logos = estudo) é o campo da biologia dedicado à interação das diversas aplicações físicas e químicas considerando o tempo geológico como fator preponderante no surgimento e ocorrências biológicas (conformação de uma característica adaptada/selecionada), para compreensão dos seres vivos, os seja, o funcionamento dos organismos.

 

Trata-se de um suporte fisicoquímico mais simplista, empregado para nível didático no esclarecimento dos aspectos vitais que norteiam o metabolismo dos animais e vegetais, com extensão aos demais seres. De forma geral, a fisiologia aborda assuntos relacionados à nutrição, circulação, respiração, excreção, aos sistemas de integração aos movimentos corporais, suporte e movimentos corporais, controle imunitário e reprodução, ao longo da história evolutiva.

 

História da Fisiologia

 

O anatomista britânico William Harvey descreveu a circulação sanguínea no século XVII, iniciando a fisiologia experimental. A fisiologia moderna nasceu no século XVI e a primeira contribuição se deve a Miguel Servet que estudou a circulação pulmonar. Até esse momento, a ciência fisiológica estava apoiada nas concepções puramente teóricas do médico grego Galeno: admitia-se, por exemplo, uma comunicação entre os dois ventrículos do coração por meio de invisíveis canais. Servet, juntamente com Vesálio, insurgiu-se contra essa concepção, e demonstrou que não há mistura de sangue entre os dois ventrículos. 

 

 Fontes: Brasil Escola

            Wikipedia